EN / PT
Galeria Luciana Brito

LB News

Gaspar Gasparian apresenta individual durante a STANDART Triennial of Contemporary Art

Tag: Gaspar Gasparian / Distant Fragments / STANDART Triennial of Contemporary Art

Gaspar Gasparian, "Divergentes", 1949
1/1

A exposição de Gaspar Gasparian (São Paulo, 1899-1966) em Erevan, Armênia no contexto da primeira edição da STANDART Triennial of Contemporary Art [STANDART, Trienal de Arte Contemporânea] será o primeiro encontro do público armênio com um dos expoentes da fotografia moderna brasileira e fundador da Escola Paulista de Fotografia de origem armênia.

 

Intitulada Distant Fragments [Fragmentos Distantes] a exposição pretende apresentar, pela primeira vez na capital armênia, uma retrospectiva do trabalho de Gaspar Gasparian trazendo ao público fotografias do artista realizadas entre as décadas de 40 e 60 com a curadoria de Ruben Arevshatyan.

 

A STANDART pretende destacar o rico contexto cultural e histórico da Armênia. Distant Fragments segue em cartaz até o dia 30 de setembro para mais informações visite o site do evento.


Geraldo de Barros ganha individual em Lisboa

Tag: Geraldo de Barros / Fotoformas e Sobras / Fundação Arpad Szenes-Vieira da Silva

Geraldo de Barros, Sem Título, 1951
1/1

A exposição Fotoformas e Sobras apresenta a produção fotográfica de Geraldo de Barros na Fundação Arpad Szenes-Vieira da Silva, Lisboa e integra a programação da Passado e Presente – Lisboa, Capital Ibero-americana de Cultura 2017.

Organizada por Michel Favre, a exposição traz parte da coleção do Arquivo Geraldo de Barros, sediado em Genebra, na Suiça. As séries apresentadas na mostra são a mais expressiva representação da fotografia abstrata criada por Geraldo de Barros e correspondem a dois períodos em que a fotografia  foi o centro da sua atividade como artista. Fotoformas é uma série iniciada em 1946 já a serie Sobras é desenvolvida durante os anos noventa, sendo a última produção artística de Geraldo de Barros.

A mostra Fotoformas e Sobras fica em cartaz até o dia 17 de setembro. Para mais informações, por favor visite o site da fundação.


Regina Silveira participa de exposição coletiva que traz a coleção do MAC Niterói

Tag: Regina Silveira / Blue Skies / MAC Niterói

Regina Silveira,“Blue Skies”, 2015
1/1

Regina Silveira (Porto Alegre, 1939) participa da exposição coletiva Coleção MAC Niteroi: arte contemporânea no Brasil, que traz pela primeira vez a publico, no salão principal e na varanda do museu, obras de sua própria coleção.

 

A mostra, dedicada a arte contemporânea nacional, tem curadoria  de Pablo Leon de la Barra e Rafael Fonseca. Dentre os cerca de 50 trabalhos selecionados estão presentes esculturas, pinturas, vídeos e gravuras angariados nos quase 21 anos da instituição. Na mostra a artista Regina Silveira apresenta a obra de Blue Skies, 2015 no salão principal do museu.

 

A exposição segue em cartaz ate o dia 1 de outubro. Para mais informações visite o site do museu

 


Pablo Lobato participa de exposição coletiva no Instituto Tomie Ohtake

Tag: Pablo Lobato / osso / Instituto Tomie Ohtake

Pablo Lobato, “Quadrado (Girafa #6)”, 2017
1/1

Pablo Lobato (Bom Despacho, 1976) participa da exposição coletiva osso que inaugurou no ultimo dia 27 de junho no instituto Tomie Ohtake e que tem como intuito promover, a partir das obras selecionadas, toma a questão jurídica do direito de defesa como seu cerne investigativo.

 

Em comum a seleção de obras dos 29 artistas convidados pelo o curador Paulo Miyada guarda a preferencia por obras produzidas a partir de elementos mínimos que aludem a fragilidade e a crueza da questão do “direito de defesa”, Pablo Lobato apresenta na exposição duas obras que se mostram em consonância com o desejo curatorial, são elas “Perfurado, #2”, 2016 e“Quadrado (Girafa #6)”,2017.

 

A exposição segue em cartaz ate o dia 30 de julho. Para mais informações visite o site da instituição.

 

Regina Silveira apresenta obra de realidade virtual em Stuttgard

Tag: Regina Silveira / Infinities / HLRS / Stuttgart

Regina Silveira, "Infinities", 2017
1/1

Regina Silveira (Porto Alegre, 1939) desenvolveu junto ao HLRS [High Performance Computing Center] de Stuttgart, Alemanha com colaboração do Instituto Itau Cultural o trabalho artístico de realidade virtual intitulado Infinites, 2017.

 

Em consonância com a obra Odisseia, 2017 apresentada pela primeira vez na mostra Consciência Cibernética [?] inaugurada no último mes no Itau Cultural em São Paulo, Infinities se apresenta como uma obra de realidade virtual em que o espectador é levado a entrar em um mundo labiríntico, com paredes que não chegam a altura de seus olhos, transformando o horizonte vislumbrado por todo o percurso, sem fim, em uma miragem.

 

A obra Infinities foi doada pela artista a instituição onde poderá ser vista  no ambiente da Cave, para o qual foi projetada.